Bandeirantes/MS, 18 de abril de 2024

Redes Sociais

INFOGRÁFICO: Da queda de energia ao choque, os nove minutos que antecederam batida de navio contra ponte nos EUA

Nos minutos que antecederam a batida de um navio contra uma ponte em Baltimore, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (26), já mostravam que a embarcação apresentava problemas.

O choque provocou o desmoronamento da ponte durante a madrugada, em um acidente registrado por uma câmera de monitoramento, e ao menos seis pessoas estavam desaparecidas até a última atualização desta reportagem.

A câmara também registrou que a embarcação, um porta-contêiner com bandeira da Singapura e que começaria uma viagem ao Sri Lanka, começou a mostrar problemas nove minutos antes do choque

No momento em que o navio recuperou a energia após a primeira queda de luz, às 01h23, o comandante da embarcação informou às autoridades portuárias de Baltimore que havia perdido o controle da direção, segundo o governador de Maryland, Wes Moore.

Ele avisou ainda que os propulsores não estavam funcionando. Neste momento, porém, já era tarde: a embarcação já ia em direção à ponte e se chocou contra a construção dois minutos depois.

Desaparecidos

Segundo o chefe do corpo de bombeiros local, James Wallace, duas pessoas foram retiradas da água com vida, sendo que uma delas se encontra em estado grave.

Até a última atualização desta reportagem, mergulhadores faziam buscas por pelo menos seis pessoas no rio, segundo o Corpo de Bombeiros local. Informações iniciais davam conta de até 20 desaparecidos, mas os bombeiros afirmaram ainda não saber o número exato de pessoas que caíram na água após a ponte desabar.

“Ainda estamos em uma situação de busca e resgate no momento, e seguiremos nela por algum tempo”, disse Wallace. “É uma emergência terrível”, afirmou o diretor de comunicação do Corpo de Bombeiros de Baltimore, Kevin Cartwright, à AP.

As autoridades afirmaram que um número incerto de veículos trafegava pela ponte Francis Scott Key no momento do incidente, e que pelo menos um deles era uma carreta de grande porte. Trabalhadores também faziam serviços de manutenção na estrutura durante a madrugada quando houve a colisão.

Equipes de resgate correm contra o tempo. A temperatura em Baltimore nesta madrugada era de cerca de -1ºC, de acordo com a rede americana CNN. A temperatura da água é de cerca de 9ºC — capaz de provocar morte por hipotermia, a depender do tempo de exposição do indivíduo. O canal tem uma profundidade de até 15 metros e fortes correntes.

Bombeiros também usavam drones com câmeras infravermelhas e sonares nas buscas.

Porta-contêiner

Ponte Francis Scott Key, em Baltimore, é destruída após navio colidir com a estrutura — Foto: Harford County MD Fire & EMS/ via Reuters

Ponte Francis Scott Key, em Baltimore, é destruída após navio colidir com a estrutura — Foto: Harford County MD Fire & EMS/ via Reuters

O navio envolvido no acidente é um porta-contêiner com bandeira de Singapura e tinha como destino o Sri Lanka.

O cargueiro, batizado de Dali, tem 300 metros de comprimento e 48 de largura, de acordo com o site MarineTraffic.

O navio era operado pela empresa Synergy e estava a serviço da companhia dinamarquesa Maersk, de acordo com a CNN. Segundo a operadora, nenhum membro da tripulação ficou ferido na colisão.

Tráfego naval suspenso

Destroços da ponte Fancis Scott Key caem sobre a proa do porta-contêiner Dali após a colisão do navio contra a estrutura em Baltimore, nos EUA — Foto: Julia Nikhinson/Reuters

Destroços da ponte Fancis Scott Key caem sobre a proa do porta-contêiner Dali após a colisão do navio contra a estrutura em Baltimore, nos EUA — Foto: Julia Nikhinson/Reuters

Para facilitar o trabalho dos bombeiros, a Autoridade de Transporte de Maryland bloqueou todas as vias na região da ponte Francis Scott Key — uma importante ligação entre dois pontos da cidade, cruzando o Rio Patapsco.

O tráfego naval no porto de Baltimore também foi suspenso e não tinha previsão para ser retomado nesta terça-feira. A agência que controla a aviação nos EUA também restringiu o espaço aéreo e pediu para que drones particulares não sobrevoem a região.

O governador de Maryland, Wes Moore, declarou estado de emergência. O secretário de Transporte dos EUA, Pete Buttigieg, disse que está em contato com o governador e com o prefeito de Baltimore, Brandon M. Scott.

Segundo o FBI e o secretário nacional de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, não há indicativo de ato terrorista no incidente, nem de que ele teria sido intencional. De acordo com a rede de TV ABC News, o navio perdeu propulsão enquanto manobrava para sair do porto.

Ponte Francis Scott Key

Imagem de arquivo mostra navio cargueiro passando por baixo da ponte Francis Scott Key, em Baltimore — Foto: Brendan Smialowski / AFP

Imagem de arquivo mostra navio cargueiro passando por baixo da ponte Francis Scott Key, em Baltimore — Foto: Brendan Smialowski / AFP

Inaugurada em 1977, a ponte tinha quase 3 quilômetros de extensão e quatro pistas, que ficavam cerca de 55 metros acima das águas. A estrutura também contava com uma ponte elevadiça que dava acesso ao porto de Baltimore.

A ponte foi batizada com o nome do autor do poema que deu origem ao hino dos Estados Unidos. Segundo estudiosos, Francis Scott Key escreveu os versos após presenciar o bombardeio do Forte McHenry, em 1814, na região de Baltimore.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também